Track-Action Lupiini (Lupi)

Track-Action Lupiini

Pode ver mais fotos na galeria de fotos

 

Nome Track-Action Lupiini (Lupi para os amigos)
Data de Nascimento 15/10/2006
Nº de Registo LOP373264 (FIN54250/06)
Microchip 941000001280439
Ascendência Ylin Jonttu X Track-Action Certtu  (clique aqui para ver o pedigree)
Cor Fulvo raiado malhado de branco
Ninhadas Produzidas A
Exame aos Olhos

(European College of Veterinary Ophtalmologists)

 

11/07/2010:

Persistent Pupillary Membrane (PPM) - Não afectada

Persistent Hyperpl. Tunica Vasculosa Lentis/Primary Vitreous (PHTVL/PHPV) - Não afectada

Cataract (congenital) - Não afectada

Hypoplasia-/Micropapilla - Não afectada

Collie Eye Anomaly (CEA) - Não afectada

Entropion/Truchasis - Não afectada

Ectropion/Macroblepharon - Não afectada

Distichiasis /Ectopic cilia - Não afectada

Corneal dystrophy -Não afectada

Cataract (non-congenital) - Não afectada

Lens luxation (primary) - Não afectada

Retinal degeneration (PRA) - Não afectada

Títulos

JE07, LPW07, JP07, PW08'09'12, Ch Port, LW08'10, BOB08'09'10'12, Ch (Pt Lt Gi Es), C.I.E.

Vencedor en la Exposición Especial del Centenario de la RSCE

Principais Resultados em Exposições

1X Melhor Cachorro do Grupo

3X 2º Melhor Cachorro do Grupo

3X 2º Melhor Exemplar do Grupo

2X 3º Melhor Exemplar do Grupo

Ranking 2008 - 2º Melhor Exemplar do Grupo 6

Participação em Exposições Clique aqui para ver os resultados
A Minha História

A minha dona apaixonou-se pela minha raça assim que viu o seu primeiro exemplar. Mas como na altura não podia ter mais cães, esperou pela altura certa para satisfazer esta sua paixão. Quando pode, começou à procura de um bom exemplar, com a ajuda de algumas pessoas importantes. Tantas voltas deu, que sem saber acabou por ir parar à criadora do cão da sua paixão - ele é mesmo um tio meu.

Depois de a Carla conseguir convencer a minha criadora que ia ser uma boa dona para mim, lá vim eu numa longa viagem de avião para este país estranho (de início), onde estava calor e falavam uma língua esquisita! Mas adaptei-me facilmente a estas novas pessoas e aos novos cães que encontrei. Pensavam que ia ter medo dos Serras da Estrela, com o seu tamanho todo? Eles é que têm de ter cuidado comigo, pois nas minhas correrias doidas nem me afasto das patas deles!

Também encontrei aqui alguns cães mais familiares, Teckels como os que a minha criadora tinha. Uma delas, a Pulga, um pouco mais velha que eu, tornou-se a minha melhor amiga. Nos primeiros dias ela achava que tinha de me explicar que a quinta era "dela". Será que achava que eu era uma ameaça??! Mas logo nos tornámos inseparáveis, e fazemos quase tudo juntas.

A minha paixão por analisar tudo o que é cheiro no chão causou alguns embaraços à minha dona nas primeiras exposições a que fui. O que querem? Não sou um cão de uma raça de seguir rastos? Se virem o meu pedigree, vêm mesmo que tenho uma reputação a manter, com tantos campeões de trabalho! Mas eu e a Carla fizemos um acordo: nas exposições eu porto-me bem, e ela deixa-me cheirar o que quiser fora dos ringues. Assim ficamos todos felizes!