Estalão do Teckel

FCI-Standard nº 148 / 13. 07. 2001

 

Teckel a ilustrar o estalão

Clique numa parte do cão para ver a secção correspondente do estalão

 

ORIGEM: Alemanha

 

DATA DE PUBLICAÇÃO DO ESTALÃO ORIGINAL VÁLIDO: 13.03.2001

 

UTILIZAÇÃO: Cão de caça acima e sob o chão

 

CLASSIFICAÇÃO FCI: Grupo 4    Teckel

                                  Com prova de trabalho

 

BREVE RESUMO HISTÓRICO: O Dachshund, também chamado Dackel ou Teckel, é conhecido desde a Idade Média. A partir dos “Bracken”, foram constantemente seleccionados cães que estavam especialmente adaptados à caça sob o chão. O Teckel evoluiu a partir desses cães de patas curtas, e foi reconhecido com uma das mais versáteis e úteis raças de cães de caça. Também tem um excelente desempenho acima do chão, caçando ao mesmo tempo que dá voz, procurando e rastreando caça ferida. O Clube mais antigo dedicado à criação de Teckels é o “Deutsch Teckelklub” e.V., fundado em 1888.

Desde há décadas, o Teckel tem sido criado em três tamanhos (Teckel Standard, Teckel Miniatura e Teckel Kaninchen) e em três tipos de pelagem (Curta, Cerdosa e Comprida).

 

ASPECTO GERAL: Baixo, de membros curtos, alongado mas compacto, muito musculoso com um porte de cabeça orgulhoso e expressão alerta. O aspecto geral é típico do sexo. Apesar de os membros serem curtos em relação ao corpo longo, é muito móvel e ágil.

 

PROPORÇÕES IMPORTANTES: Com a distância acima do nível do chão cerca de um terço da altura ao garrote, o comprimento do corpo deve estar em harmonia com a altura ao garrote, aproximadamente 1 para 1.7-1.8.

 

COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: De natureza amigável, nem nervoso nem agressivo, com um temperamento equilibrado. Cão de caça apaixonado, perseverante e veloz, com um excelente faro.

 

CABEÇA: Alongada quando vista de cima e de perfil. Estreitando uniformemente para o nariz, mas não afilada. Arcadas supraciliares claramente definidas. Cartilagem nasal e cana do nariz longa e estreita

REGIÃO CRANIANA:

Crânio: Aplanado, fundindo-se gradualmente com a cana nasal ligeiramente arqueada

Stop: Apenas levemente marcado

REGIÃO FACIAL:

Nariz: Narinas bem desenvolvidas

Chanfro: Longo, suficientemente largo e forte. Pode ser bem aberto até ao nível dos olhos

Lábios: Bem aderentes, cobrindo bem o maxilar inferior

Maxilares/Dentes: Maxilares superior e inferior bem desenvolvidos. Dentição em pinça, correcta e fechando firmemente. Idealmente, dentição complete com 42 dentes de acordo com a fórmula dentária canina, com caninos fortes bem ajustados entre eles

Olhos: Tamanho médio, ovais, bem afastados, com uma expressão claramente energética mas amigável. Não penetrantes. De cor brilhante, castalho-avermelhado escuro a castanho quase preto, em todas as cores de pelo. Olhos azuis, de peixe ou pérola em cães merle não são desejáveis mas podem ser tolerados

Orelhas: De inserção alta, não muito para a frente. Suficientemente longas mas não exageradas. Arredondadas, sem serem estreitas, pontudas ou com pregas. Móveis, com a borda frontal rente à face

 

PESCOÇO: Suficientemente longo, musculoso. Pele aderente na garganta. Pescoço ligeiramente arqueado, de porte livre e alto

 

CORPO:

Linha dorsal: Fundindo-se harmoniosamente do pescoço à garupa ligeiramente inclinada

Garrote: Pronunciado

Dorso: Após o garrote alto, a linha dorsal ao longo das vértebras torácicas é direita ou ligeiramente inclinada para trás. Firme e bem musculado

Região lombar: Fortemente musculada. Suficientemente longa

Garupa: Larga e suficientemente longa. Ligeiramente inclinada

Peito: Esterno bem desenvolvido e tão proeminente que ligeiras depressões aparecem em ambos os lados. A caixa torácica, vista de frente, é oval. Vista de cima e de lado, é espaçosa, com bastante espaço para o desenvolvimento do coração e pulmões. Costelas colocadas bem atrás. Com correcto comprimento e angulação da escápula e do braço, o ponto mais baixo da linha do esterno fica coberto pelo membro dianteiro

Linha inferior e ventre: ligeiramente arregaçada

 

CAUDA: Inserção não muito alta, levada na continuação da linha dorsal. É admitida uma ligeira curva no último terço da cauda

 

MEMBROS

ANTERIORES:

Aspecto geral: Muito musculados, bem angulados. Vistos de frente, membros secos, direitos e com boa ossatura; mãos apontando bem para a frente

Escápula: Músculos flexíveis. Escápula longa e inclinada, bem junta ao peito

Braço: Do mesmo comprimento que a escápula, formando com esta um ângulo quase recto. Com osso forte e bem musculado, bem junto às costelas mas de movimento livre

Cotovelos: Sem virar para dentro nem para fora

Antebraço: Curto, mas suficientemente longo para a distância do cão ao chão ser um terço da sua altura ao garrote. Tão direitos quanto possível

Articulações do Metacarpo: Ligeiramente mais juntas que as espáduas

Metacarpo: Visto de lado, nem demasiado inclinado, nem notavelmente inclinado para a frente

Mãos: Dedos bem apertados, bem arqueados com almofadas fortes, resistentes e bem almofadadas e com unhas fortes. O 5º dedo não é funcional, mas não deve ser removido.

POSTERIORES:

Aspecto geral: Fortemente musculados, na correcta proporção com os membros anteriores. Grande angulação do joelho e do curvilhão. Membros posteriores paralelos, nem demasiado juntos nem demasiado separados

Coxa: Deve ser de bom comprimento e bem musculada

Joelho: Largo e forte com angulação pronunciada   

Perna: Curta, formando um ângulo quase recto com a coxa. Bem musculada

Curvilhão: Limpo com tendões fortes

Metatarso: Relativamente longo, móvel em direcção à perna. Ligeiramente curvado para a frente

Pés: Quatro dedos bem apertados, bem arqueados. Apoiando-se firmemente em almofadas fortes.

 

ANDAMENTOS: O movimento deve cobrir bastante terreno, ser fluído e energético, com passadas dianteiras amplas sem muita suspensão e forte movimento traseiro com impulsão, produzindo uma transmissão ligeiramente elástica à linha dorsal. A cada deve ser levada numa continuação harmoniosa da linha dorsal, ligeiramente inclinada. Os membros dianteiros e traseiros têm movimento paralelo

 

PELE: bem aderente

 

PELAGEM

PÊLO CURTO

 PÊLO: Curto, denso, brilhante, bem assente, denso e duro. Sem áreas sem pelo em nenhum local

Cauda: Fina, com pêlo em toda a sua extensão mas sem ser abundante. Pelo um pouco mais longo na parte inferior não é um defeito.

COR:

a)      Sólido: Vermelho, amarelo avermelhado, amarelo, todos com ou sem pelos pretos intercalados. É preferível uma cor limpa e o vermelho tem mais valor que o amarelo avermelhado ou amarelo. Mesmo cães com numerosos pelos pretos intercalados são classificados como sólidos, não como outras cores. O branco não é desejável mas algumas pequenas manchas não desqualificam. Nariz e unhas pretas. Castanho avermelhado também é permitido, mas não desejável

b)      Bicolor: Preto profundo ou castanho, ambos com manchas afogueadas ou amarelas sobre os olhos, nos lados do chanfro e sob o lábio inferior, nas faces internas das orelhas, no peito, na parte de dentro e traseira dos membros, também nos pés, na região anal e no primeiro terço ou metade da parte ventral da cauda. Nariz e unhas pretas em cães pretos, castanhas em cães castanhos. O branco não é desejável mas algumas pequenas manchas não desqualificam. Manchas afogueadas ou amarelas muito extensas não são desejáveis

c)      Arlequim (Tigrado-raiado, raiado): A cor de base é sempre cor escura (preto, vermelho ou cinzento). Desejáveis são manchas cinzentas ou bege irregulares (manchas extensas não são desejáveis). Nem a cor escura nem a clara devem ser predominantes. A cor de um Teckel raiado é vermelho ou amarelo com raias mais escuras. O nariz e as unhas são da mesma cor que nos cães sólidos e bicolores.

PÊLO CERDOSO

PÊLO: Com a excepção do chanfro, sobrancelhas e orelhas, o pêlo deve ser do mesmo comprimento em todo o corpo, bem assente, com pêlo exterior cerdoso e com subpêlo. O chanfro tem uma barba claramente definida. As sobrancelhas são espessas. Nas orelhas, o pêlo é mais curto que no corpo, quase liso

Cauda: Uniformemente bem coberta com pelo bem assente

COR: Predominantemente cor de javali claro a escuro, bem como a cor de folhas secas. Caso contrário, as mesmas cores que descritas para o Pêlo Curto a-c.

 PÊLO COMPRIDO

 PÊLO: O pêlo sedoso e brilhante, com subpêlo e bem assente, é mais comprido na garganta e na parte inferior do corpo. Nas orelhas o pêlo deve passar o bordo inferior (franjado). Franjas distintas na parte de trás dos membros. Atinge o maior comprimento na parte ventral da cauda, onde forma uma verdadeira bandeira

COR: Como descrito para o Pêlo Curto a-c

 

TAMANHO E PESO / MEDIDAS IMPORTANTES:

Teckel Standard: Perímetro de peito 35 cm. Peso máximo de cerca de 9 kg

Teckel Miniatura: Circunferência de peito de 30 a 35 cm, medido quando o cão tem pelo menos 15 meses

Teckel Kaninchen: Perímetro de peito até 30 cm, medido quando o cão tem pelo menos 15 meses

Peso: Teckel Standard até cerca de 9 kg

 

DEFEITOS: Todo o afastamento em relação ao precedente deve ser considerado como defeito que será penalizado em função da gravidade.

·      M3 (3º Molar) não é considerado no julgamento. Falta do 2PM1 (Pré-molar 1) não é penalizável. A ausência do PM2 deve ser considerada uma falta, se para além do M3, não faltarem mais dentes, também um desvio da correcta dentição em tesoura

 

DEFEITOS GRAVES:

·      Fraco, pernalta ou arrastando o corpo no chão

·      Ausência de dentes para além do descrito nos “defeitos” e nos “defeitos eliminatórios”

·      Olhos azuis em qualquer cor para além do arlequim

·      Orelhas bicudas ou muito dobradas

·      Corpo caído entre os ombros

·      Dorso selado, dorso encarpado

·      Lombo fraco

·      Marcada proeminência da traseira (garupa mais alta que o garrote)

·      Peito demasiado fraco

·      Flancos demasiado arregaçados, à Whippet

·      Anteriores e posteriores mal angulados

·      Quartos traseiros demasiado estreitos, sem músculo

·      Jarretes de vaca ou em barril

·      Mãos e pés virando notoriamente para dentro ou para fora

·      Dedos espalmados

·      Movimento pesado, desajeitado, bamboleante

 

DEFEITOS DE PELAGEM:

 TECKEL DE PÊLO CURTO:

·      Pêlo demasiado fino. Orelhas com áreas sem pêlo, outras áreas sem pêlo

·      Pêlo demasiado grosso e demasiado abundante

·      Cauda em escova

·      Cauda parcial ou totalmente sem pêlo

·      Cor preta sem qualquer afogueado

 TECKEL DE PÊLO CERDOSO:

·      Pêlo macio, quer seja comprido ou curto

·      Pêlo comprido, afastando-se do corpo em todas as direcções

·      Pêlo encaracolado ou ondulado

·      Pêlo macio na cabeça

·      Cauda em bandeira

·      Ausência de barba

·      Ausência de subpêlo

·      Pêlo curto

TECKEL DE PÊLO COMPRIDO:

·      Pêlo do mesmo comprimento em todo o corpo

·      Pêlo ondulado ou eriçado

·      Ausência de bandeira (cauda)

·      Ausência de franjas ultrapassando a orelha

·      Pêlo curto

·      Acentuada divisão da pelagem no dorso

·      Pêlo demasiado comprido entre os dedos

 

DEFEITOS ELIMINATÓRIOS:

·      Natureza excessivamente ansiosa ou agressiva

·      Prognatismo ou enognatismo, torção mandibular

·      Mau posicionamento dos caninos inferiores

·      Ausência de um ou mais caninos, ausência de um ou mais incisivos

·      Falta de outros pré-molares ou molares

Excepções: Os dois PM1, um PM2, sem considerar o M3, como mencionado nos Defeitos

·      Peito: Esterno pouco desenvolvido

·      Qualquer defeito da cauda

·      Ombros muito soltos

·      Metacarpos virados para a frente

·      Cor preta sem afogueados, cor branca com ou sem afogueados

·      Outras cores para além das indicadas em “Cor”

 

Todo o cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.

 

NOTA: Os machos devem sempre apresentar os dois testículos, de conformação normal, bem descidos e acomodados no escroto.